NO AR!

Toca Brasil I Ed...

Com Jonatha Melonio

Menina de 4 anos é esquecida dormindo em ônibus escolar em SC

A menina deveria ter sido deixada na escola, mas acabou dormindo e ficou no ônibus escolar, conforme relato do pai; caso aconteceu em Cordilheira Alta no Oeste e prefeitura diz que vai investigar

10 de Junho de 2024 18:15

Uma menina de apenas 4 anos teria sido esquecida dormindo em um ônibus escolar por duas horas em Cordilheira Alta, no Oeste de Santa Catarina. O caso, informado pela família da criança ao ND Mais nesta segunda-feira (10), aconteceu na última terça-feira (4).

Segundo o pai da menina, Matheus Serezina, “ela dormiu no ônibus escolar e na hora de descer na escola a monitora não verificou e ela ficou dormindo”.

O ônibus escolar ficou estacionado em frente a casa do motorista. A menina pediu socorro, mas ninguém a ouviu, conforme relato do pai. “Graças a Deus ela é esperta e foi até o painel do ônibus, apertou o botão e conseguiu abrir a porta”, conta Serezina.

Uma vizinha encontrou a menina e a levou de volta até a escola por volta das 14h45.

Conforme o pai, a prefeitura não teria prestado o apoio necessário até o momento. “Falaram que aconteceu fora do ambiente escolar e, por isso, não teriam responsabilidade. Porém, o transporte é municipal. Eles buscam ela às 12h na frente da nossa casa e ela retorna às 17h30”.

Serezina diz que nem mesmo o Conselho Tutelar foi acionado e a própria família precisou acioná-los. “Tivemos que implorar para conseguir as imagens, e ver como ela chegou, que horas chegou e como se comportou após a chegada na escola”.

O pai ainda relata que, segundo informações de populares, isso já teria acontecido outras vezes. “Até quando isso? Quando uma criança morrer?”, questiona.

O que diz a prefeitura?

A prefeitura de Cordilheira Alta informou, em nota, que a Secretaria de Educação tomou conhecimento do ocorrido e, após certificar-se de que a criança estava bem, acionou a Comissão Municipal de Transporte Escolar para investigar o incidente e tomar as medidas cabíveis.
“O transporte escolar dos alunos da Rede Municipal de Ensino é realizado por empresas terceirizadas, contratadas por meio de processos licitatórios rigorosos, que visam garantir a qualidade e a segurança dos serviços prestados”, destacou a nota.

A prefeitura também lamentou o ocorrido e diz que está “empenhada em aperfeiçoar os procedimentos para garantir que eventos dessa natureza não voltem a acontecer”.
O que diz a empresa?

O responsável pela empresa de transporte escolar confirmou que a menina ficou no ônibus escolar, mas ressaltou que o tempo que ela permaneceu teria sido de apenas 01h15, o que, segundo ele, teria sido confirmado por meio de imagens das câmeras de segurança.

“Prontamente entramos em contato com os responsáveis e os colaboradores que estavam no trajeto. A motorista foi notificada e a monitora afastada de suas atividades”, informou.
A empresa responsável pelo ônibus escolar diz que lamenta o ocorrido e se solidariza com a questão. “São 25 anos de empresa e esse fato nunca aconteceu, ao contrário do que teria sido dito. Inclusive contestamos juridicamente porque isso nunca aconteceu antes”, afirma.

“Infelizmente foi um erro humano e as providências da nossa parte foram tomadas para que isso não aconteça mais. Estamos iniciando, além da nossa orientação, a contratação de empresa especializada para cursos e treinamento do restante dos colaboradores e desenvolvendo um checklist para que os colaboradores sigam, passo a passo, do que é necessário efetivar nos horários de trabalho”, finaliza.

Fonte: ND +

Recomendar correção

CORREÇÕES

voltar